WhatsApp Image 2021-03-13 at 16.18.28

SEM LEITOS NA REGIÃO SANTA CASA DE ANDRADINA LUTA PARA SALVAR VIDAS

Prestes a abrir mais 10 leitos de UTI COVID, o hospital intensifica atendimento recebendo pacientes de toda região.

 

Após uma semana de aumento desenfreado de casos confirmados de COVID-19 no estado de São Paulo e consequentemente na região de Araçatuba, a Irmandade Santa Casa de Andradina que desde o início da pandemia, através de sua diretoria, vem estruturando o hospital para atender o maior número de pacientes, se vê mais uma vez diante da necessidade de ampliação de leitos, já que a eficácia do corpo clinico aliada a estrutura e eficiência administrativa, tem garantido um maior número de recuperados e assim, devolvendo vidas para a sociedade.

 

Com 10 Leitos de UTI COVID, 9 leitos de enfermaria, 4 de pediatria e 2 leitos particulares, a Santa Casa, em ação conjunta com o Governo Estadual, tem conseguido equilibrar a demanda, mas não é isso que prevê o médico responsável pela UTI COVID, para os próximos dias.

 

“Estamos trabalhando no nosso limite e mesmo com todo o empenho da equipe, se não tivermos leitos, infelizmente perderemos cada vez mais vidas”, alerta o Dr. Rafael Marão.

 

Com os hospitais da região sem vagas, a transferência para Andradina tem sido cada vez maior, e não somente os municípios referenciados como, Castilho, Nova Independência, Murutinga do Sul e Guaraçai. Através do sistema regulador de vagas, a Santa Casa já recebeu paciente do município de Cardoso (232 km) e essa demanda está aumentando dia-a-dia.

 

Em ação conjunta, médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, psicólogos, equipe de limpeza, e demais profissionais do hospital seguem em plantões seguidos, comprometidos em não perderem vidas, mesmo colocando a própria em risco.

 

A Fisioterapeuta Nathiely Ferraz, hoje gestante, relata o quão difícil é lidar com o medo dentro da Ala COVID.

 

“Medo de perder aquela vida que você já se afeiçoou, pois ali dentro nos tornamos a família do paciente, medo de contrairmos o vírus e levarmos para as nossas casas, medo de não ter leito para atender o próximo paciente, enfim, o medo foi o que mais pesou até agora”.

 

Mas, em contrapartida o agradecimento de famílias que tiveram seus entes devolvidos, após dias de intubação, é estimulo para que a diretoria continue se esforçando em busca de estrutura e o corpo clínico, em vencer o cansaço e seguir com excelência em atendimento.

 

Relato do paciente Adriano de Souza Silva, portador de câncer e tratado de uma pneumonia na ALA COVID, após 11 dias de internação.

 

“Estão todos em minhas orações. Muito obrigado aos profissionais da linha de frente da Santa Casa de Andradina, pela dedicação e principalmente paciência”.

 

A Santa Casa de Andradina segue incansavelmente em busca da humanização no atendimento não somente aos pacientes COVID, até mesmo porque o hospital não parou e é necessário enfatizar o esforço de todos os envolvidos em manter a instituição em funcionamento e a disposição da sociedade.

Author Info

Assessoria de Imprensa

No Comments

Deixe uma resposta